Serras de Minas Gerais – O que fazer na Serra do Ibitipoca

Compartilhe este post

Oi, pessoal! O post de hoje será o primeiro de uma série que irei fazer sobre as serras de Minas Gerais. Hoje vou falar um pouco sobre como chegar, onde ficar e o que fazer na Serra do Ibitipoca, um lugar super tranquilo, aconchegante e com uma vibe super boa!

# Como chegar à Serra do Ibitipoca?

O Parque Estadual do Ibitipoca fica a 3km da vila de Conceição do Ibitipoca e a 27 km do município de Lima Duarte.

Basicamente, existem duas opções de estradas para chegar até a Vila. Quando estive lá (final de Março de 2016) fui pela estrada de Santa Rita do Ibitipoca e retornei por Lima Duarte.

Estrada de Santa Rita do Ibitipoca

Para quem vai sair de Belo Horizonte, por exemplo, a opção mais perto é passar pelas cidades de Barbacena, Ibertioga e Santa Rita do Ibitipoca. Como eu disse, na ida para a Serra, percorri esse trajeto e não o recomendo (principalmente para quem estiver indo com um carro baixo e 1.0, como foi o meu caso). O trecho de Barbacena até Ibertioga é muito bom, com asfalto em ótimas condições.

A “aventura” começa quando se pega o trevo para Santa Rita do Ibitipoca; dele até a chegada na Serra vocês vão pegar primeiro uma estrada “asfaltada” cheia de buracos (impossível fazer mais que 50 km/h). Depois vem a estrada de terra, que estava muito ruim, lotada de valas, subidas muito íngremes etc. Nesta parte da estrada era impossível, com o carro baixo, fazer mais que 40 km/h. A quem optar por esta rota, aconselho ir durante o dia e, se estiver chovendo, melhor ir pela estrada de Lima Duarte.

Estrada de Lima Duarte

Para quem vai sair de Juiz de Fora ou de qualquer cidade do  estado do Rio de Janeiro, esta é a melhor opção. De Lima Duarte até a Vila a estrada alterna trechos de terra com trechos de calçamento. Na minha opinião, esta estrada é a melhor opção para chegar até a Serra.

# Onde ficar na Serra do Ibitipoca?

Existem muitas opções de pousadas, chalés, casas para alugar e campings! Algumas pousadas ficam pertinho da portaria do Parque Estadual do Ibitipoca e outras mais perto da vila de Conceição do Ibitipoca. Eu escolhi ficar mais perto da Vila, pois à noite dá pra sair a pé, com tranquilidade, sem aquela preocupação em encontrar vaga ou não poder beber por conta de dirigir. Para ver algumas opções de hospedagem é só clicar no link http://www.ibitipoca.tur.br/hospedagens. Você também pode encontrar algumas opções através do Booking, é só clicar aqui.

# O que fazer na Serra do Ibitipoca?

A atração principal é, obviamente, o Parque Estadual do Ibitipoca. Lá o visitante vai encontrar diversas opções de passeios, como cachoeiras, grutas, picos. A entrada no Parque é limitada a certo número de pessoas e a visita é paga (inteira R$20 e estudante R$10).

Aqui vou falar sobre algumas atrações do Parque e uma opção fora do Parque, mas a região conta com inúmeras opções. O interessante para quem quer desbravar o local é conversar com o pessoal que mora por lá!

Placa indicando as atrações, bem como as distâncias | O que fazer na Serra do Ibitipoca
Placa indicando as atrações, bem como as distâncias | O que fazer na Serra do Ibitipoca

Janela do Céu (parte de cima)

É a cachoeira mais famosa da região! A trilha para chegar na parte de cima é  pesada! São mais ou menos 14km (ida e volta) de caminhada da portaria do Parque até o local. A trilha tem muitas subidas e descidas, trechos de areia, pedra e cascalho.

Eu gastei 6 horas para ir e voltar (contando o tempo que fiquei na cachoeira, parei para fazer fotos e me alimentar). O passeio super vale a pena! Não só por conta da cachoeira em si, mas por causa de todo o trajeto. No trajeto passei pela Gruta dos Moreiras, Gruta dos 3 arcos, Gruta dos Fugitivos, Gruta da Cruz, Cruzeiro, Cachoeirinha.

Cruzeiro | O que fazer na Serra do Ibitipoca
Cruzeiro | O que fazer na Serra do Ibitipoca

Dica: mesmo que o tempo esteja nublado, é indispensável levar boné e protetor solar! Ahh, não se esquecer do tênis! Vi algumas pessoas de chinelo e acredito que elas tenham sofrido bastante. Gente, por ser uma trilha  longa e pesada, é aconselhável ir de tênis. Como o trajeto é longo, não deixar de levar água e comida, pois durante o percurso não há nenhum local para comprar coisas. Existe um “restaurante” no Parque mas não é no caminho da trilha da Janela do Céu.

Depois de uma longa caminhada, cheguei! | O que fazer na Serra do Ibitipoca
Depois de uma longa caminhada, cheguei! | O que fazer na Serra do Ibitipoca
Vista da Janela do Céu | O que fazer na Serra do Ibitipoca
Vista da Janela do Céu | O que fazer na Serra do Ibitipoca

Pico do Pião

É uma opção mais leve, o percurso tem mais ou menos 11 km. Na trilha está a Gruta do Pião, Gruta do Monjolinho, Gruta dos Viajantes e Pico do Pião.

Janela do Céu (parte de baixo)

Uma opção bem bacana de passeio é a trilha da Janela do Céu parte baixa. Nesta trilha dá pra ver as várias quedas da cachoeira. Essa trilha não fica dentro do Parque, mas sim dentro de uma propriedade privada. Quem quiser fazer o passeio deve pegar a estrada em direção à Santa Rita do Ibitipoca. A entrada é paga (paguei R$25). No local não há venda de bebidas ou comidas. O trajeto é bem mais tranquilo que o da parte alta, cheio de árvores, pedras (vi muita gente caindo, cuidado para não escorregar!), piscinas naturais.

Uma das quedas da Janela do Céu | O que fazer na Serra do Ibitipoca
Uma das quedas da Janela do Céu | O que fazer na Serra do Ibitipoca

Vida noturna

Depois de explorar as belezas naturais da Serra do Ibitipoca você poderá curtir uma música ao vivo na Vila, esta possui alguns barzinhos e restaurantes bem legais. Lá também tem um “mini shopping” a céu aberto com alguns restaurantes e música ao vivo.

# Dicas da Serra do Ibitipoca

1) Se você for em época de alta temporada ou feriados, é aconselhável chegar cedo na portaria do Parque, antes das 8h, pois a entrada é limitada a certo número de pessoas e depois que atinge esse número eles fecham e não deixam ninguém entrar.

2) Se for de carro para o Parque tem 3 opções para deixar o carro. A 1ª delas é na rua, na subida para o Parque é permitido estacionar o carro, essa é a única opção gratuita. A 2ª opção é deixar em um estacionamento privado logo no início da subida (foi lá que eu deixei o meu carro, fica a 600 metros da portaria do Parque. Paguei R$10). A última opção é deixar dentro do estacionamento do Parque, o valor da tarifa é R$20 (a vantagem neste caso é que você não precisa subir o morro andando).

3) Estudante paga meia entrada no Parque, é só apresentar a carteirinha.

4) Não há postos de gasolina na Vila de Conceição do Ibitipoca, nem caixas eletrônicos.

5) No mês de Julho acontece na Vila o Ibitipoca Jazz Festival e em Agosto acontece o famoso festival Ibitiblues. Quem curte esses tipos de música vale a pena conferir os festivais!

Essas foram as minhas percepções sobre a Serra do Ibitipoca. Se você tiver a oportunidade de conhecer eu tenho certeza que não vai se arrepender! Além de ser um lugar super gostoso é barato também! Eu fui em um feriado prolongado (Páscoa), fiquei em uma pousada e gastei mais ou menos R$600 (de quinta a domingo). Se você for em um final de semana comum gastará menos.

Se você tiver alguma pergunta, dica ou sugestão sobre o que fazer na Serra do Ibitipoca, é só deixar um comentário aqui embaixo!

Beijos e até o próximo post!!


Compartilhe este post

Deixe um comentário