Dicas para fazer o imperdível passeio de trem Morretes-Curitiba

Ei pessoal, beleza? Ao planejar uma viagem para Curitiba você vai se deparar com uma opção de passeio bem legal e bem tradicional, que é fazer um bate volta até a cidadezinha de Morretes. No post de hoje vou dar dicas para fazer o passeio de trem de Morretes para Curitiba e também contar como foi minha experiência.

Fui para Morretes com um grupo de blogueiros de viagem, passeio este que foi organizado pela RBBV (Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem).

Morretes é uma cidade do estado do Paraná, fica localizada a apenas 75 km de Curitiba. Seu nome significa “muitos morros ao redor”. Este é o bate volta mais famoso quando se está visitando a capital paranaense. Aqui no Blog tem vários posts sobre Curitiba, se você ainda não leu nenhum sugiro começar pelo “O que fazer em Curitiba no final de semana: dicas e roteiro“, depois o “O que fazer em Curitiba – roteiro de 3 dias” e, por último, o “Review – como foi me hospedar no Curitiba Casa Hostel“.

Igreja de Morretes.
Paróquia Nossa Senhora do Porto em Morretes

# Como chegar

É possível chegar a Morretes de carro, de ônibus, de bike e de trem. Eu fui de ônibus e voltei de trem (já vou contar como foi a experiência). Descemos pela Estrada da Graciosa, cortando a Serra do Mar, até Morretes.

Na ida fizemos duas paradas, sendo uma no Mirante Engenheiro Lacerda e outra no Parque Temático Hisgeopar. No mirante não conseguimos ver nada pois estava tudo nublado. Já o parque foi uma grata surpresa, pude aprender um pouco mais sobre a história e geografia do Paraná, que é contada através de réplicas, durante todo o passeio uma guia nos acompanhou e foi contando histórias, ilustradas pelas réplicas.

Estrada da Graciosa, na Serra do Mar.
Estrada da Graciosa, na Serra do Mar.

# O passeio de Trem de Morretes para Curitiba

Quem faz: Serra Verde Express
Percurso: Curitiba-Morretes ou Morretes-Curitiba
Quanto custa: R$119,00 (o trecho)
Horário: 08:30 (saída de Curitiba) e 15h (saída de Morretes)
Duração: em média 3h.

O início da história da Ferrovia Paranaguá-Curitiba tem início lá em 1865. Atualmente, ela possui 108,2 km de extensão, sendo que seu ponto mais alto está situado a 952 metros de altitude. O trajeto completo conta com 41 pontes e 13 túneis. Desde 1997 é a Serra Verde Express que faz o passeio de trem. Além do tradicional passeio de trem de Curitiba para Morretes, tem também o passeio de Morretes para Antonina.

Passeio de trem de Morretes para Curitiba
Passeio de trem de Morretes para Curitiba

Saímos da estação de Morretes às 15:00 e chegamos a Curitiba por volta das 18:30h. O passeio foi bem animado, tivemos a chance de conhecer mais um pouco da história do estado, ver suas belezas naturais. Existe duas opções de vagões, o econômico e o luxo. Eu fui de econômico e achei um luxo rs

O trem possui serviço de bordo e banheiros. Eu ganhei um kit lanche com 3 tipos de biscoito + bebida (podia ser refrigerante, mas eu escolhi água). Além desse brinde, é possível comprar outras bebidas, como cerveja. Eles passam vendendo imãs, chaveiros e outras lembrancinhas também.

Passeio de trem de Morretes para Curitiba | O imperdível passeio de trem de Morretes para Curitiba
Trem Morretes-Curitiba (Serra Verde Express) | O imperdível passeio de trem de Morretes para Curitiba

Dica: no trajeto Morretes – Curitiba é melhor sentar do lado direito, pois tem mais pontos de interesse para fotos desse lado.

Checklist: O que levar na bagagem de viagem

Para não esquecer de levar os itens essenciais em sua viagem, baixe gratuitamente o Checklist: O que levar na bagagem de viagem

É possível comprar os ingressos na Estação Rodoferroviária de Curitiba ou na Estação de Morretes, porém aconselhamos comprar online, com antecedência pelo fato de ser um passeio bem concorrido. No dia do passeio é bom chegar com 1 hora de antecedência para poder se localizar e tirar fotos.

# O que fazer em Morretes

Andar a pé pelo centrinho histórico

Aproveite para caminhar sem rumo pelo centro histórico da cidade. Você vai se deparar com várias lojinhas e coisas interessantes. Ali é possível tirar uma foto com o Rio Nhundiaquara ao fundo.

Centro histórico de Morretes.
Centro histórico de Morretes.

Feirinha de artesanato

Bem no centrinho tem um monte de barraquinhas onde é possível comprar artesanato, a tradicional bala de banana e outros quitutes.

Obs: minha recomendação é a bala de banana Antonina (produzida com bananas compradas de pequenos produtores da região), é possível comprar um pacotão e levar de lembrancinha para toda a família.

# Onde comer em Morretes

Como eu disse ali em cima, fui para Morretes com um grupo de blogueiros e almoçamos no Restaurante Madalozo. Achei o tempero e o atendimento sensacional! Super recomendo.

Nós fomos lá para comer o tradicional BARREADO, que é um prato que simboliza fartura, alegria e festa. O nome do prato deriva da expressão “barrear a panela”, que é um procedimento feito com farinha de mandioca ou um pirão de cinza para evitar que o calor saia da panela e o cozido não fique seco depressa. O barreado é composto de carne, toucinho e temperos.

Barreado
Barreado
Barreado, restaurante Madalozo.
Barreado, restaurante Madalozo.

Antes de servirem o barreado, trouxeram de entrada uma salada verde com bacon, maionese e banana a milanesa. Logo após, veio a estrela do almoço, acompanhado de banana, arroz branco e farinha de mandioca. Ainda teve peixe frito e batatas fritas. Para fechar o almoço, comi um sorvete de sobremesa. Além da fartura de comida, ainda provei a cachaça de Morretes e a famosa bala de banana Antonina.

Cachaça de Morretes.
Cachaça de Morretes.
Sobremesa!
Sobremesa!

É isso por hoje! Qualquer dúvida sobre o passeio de trem de Morretes para Curitiba ou sobre a cidade, é só deixar um comentário aqui embaixo! Ahh, não sei se você sabe mas o Blog tem um serviço de Consultoria Personalizada de Viagem, no qual eu planejo sua viagem do jeitinho que você quer, para mais detalhes é só clicar aqui.

Um beijo e até mais!

RELACIONADOS