As 5 melhores cachoeiras de Cavalcante, na Chapada dos Veadeiros!

Compartilhe este post

Aposto que ao pesquisar sobre a Chapada dos Veadeiros você encontrou a cachoeira Santa Bárbara, certo? Sabia que ela fica na cidade de Cavalcante, no estado de Goiás? No post de hoje vou te mostrar uma lista com as 5 melhores cachoeiras de Cavalcante e te garanto que Santa Bárbara nem é a mais bonita delas!

Cachoeira Santa Bárbara.
Cachoeira Santa Bárbara. Foto: Leve Sem Destino.

# Como chegar – Cachoeiras de Cavalcante

Cavalcante é uma cidade pequena do estado de Goiás. Ela fica situada a 317 km de Brasília e a 86 km de Alto Paraíso de Goiás.

A melhor forma de fazer os passeios e conhecer as cachoeiras de Cavalcante é de carro (próprio ou alugado). Você terá que pegar km de estrada de terra para acessar as cachoeiras e não existe transporte público para te levar até elas.

Se você for alugar um carro pode pesquisar os valores e fazer a reserva no site da RentCars, que é uma comparadora de preços e busca sempre as melhores opções. Eu já usei, aprovei e hoje o Blog é afiliado deles.

Dê preferência para alugar carros altos por causa das estradas de terra que você vai pegar lá na Chapada.

Se quiser me ajudar faça sua reserva usando nosso link, assim o site paga uma pequena comissão pro Blog e você não paga nada a mais por isso! Usamos esse dinheiro para manter o Blog atualizado, online e com conteúdos legais pra você. Gratidão!

Obs: o combustível na cidade é beeem caro, por isso aconselho encher o tanque em São João da Aliança (que fica uns 150 km antes de Cavalcante ).

Cerrado.
Cerrado.

# Quantos dias ficar

Muitas pessoas acham que Cavalcante se resume a cachoeira de Santa Bárbara e, na maioria das vezes, resolvem fazer um bate volta a partir de Alto Paraíso para lá. Minha primeira dica pra você é: não faça bate volta! Se hospede em Cavalcante. Eu dormi 4 noites lá e queria ter ficado mais!

Depois que você conferir minha lista com as 5 melhores cachoeiras de Cavalcante, você vai entender porque não deve fazer um bate volta rs.

Aconselho dormir, pelo menos, 2 noites na cidade! Mas o ideal mesmo são 3, para em uma delas acampar dentro do Complexo Rei do Prata.

# O que fazer – Cachoeiras de Cavalcante

A cachoeira mais famosa da cidade é disparado a de Santa Bárbara, quase 100% das pessoas que visitam a Chapada dos Veadeiros querem conhecê-la!

Mas você sabia que Cavalcante tem várias outras cachoeiras, inclusive mais lindas que a Santa Bárbara?!

E aí, curioso para saber qual cachoeira é mais bonita? Partiu conferir a lista!

Cachoeira Rei do Prata

A cachoeira faz parte do Complexo Rei do Prata e é simplesmente linda!

Seu charme e beleza vem da mistura de ser menos visitada/procurada por conta do acesso ser mais difícil combinado com o verde da sua água.

Cachoeira Rei do Prata. Foto: Leve Sem Destino.
Cachoeira Rei do Prata. Foto: Leve Sem Destino.

Para você ter uma ideia, a primeira portaria do Complexo fica a 70 km de Cavalcante. Você vai pegar a estrada como se estivesse indo para Santa Bárbara, porém quando chegar no desvio para entrar no povoado Engenho II vai seguir em frente na estrada principal.

O guia é obrigatório! Fomos com o Edson ( @edson_guia ), que foi super gente boa, good vibes demais! Nos levou em lugares incríveis, compartilhou histórias… recomendo!

Complexo Rei do Prata.
Complexo Rei do Prata com o Edson, nosso super guia.

Cachoeira do Pratinha

A partir da portaria é a primeira cachoeira do Complexo Rei do Prata. É pequena? Sim, mas olha me conquistou demais!

Para ter acesso as 5 primeiras cachoeiras do complexo é preciso pagar R$20. Ao todo são 7 cachoeiras. Vou fazer um post específico para falar com mais detalhes sobre como foi conhecê-las e, também, passar a noite lá no Complexo.

Complexo do Prata, Chapada dos Veadeiros.
Complexo do Prata, Chapada dos Veadeiros.

Cachoeira Santa Bárbara

Chegou a hora de falar da estrelinha da Chapada dos Veadeiros e a mais visitada cachoeira de Cavalcante! Ela possui uma queda d’água de 28 metros de altura, uma piscina com 3 metros de profundidade coberta por uma água azul cristalina que mais parece o mar do Caribe (sem exagero)!

Cachoeira de Santa Bárbara - Cachoeiras de Cavalcante
Cachoeira de Santa Bárbara.

Da cidade até a primeira portaria no povoado do Engenho II são aproximadamente 30 km de estrada de terra, quando eu fui a estrada estava boa e sinalizada, não passamos perrengue (ufaaa).

Importante te contar que a entrada é limitada a 300 pessoas por dia.

Você pode fazer sua reserva online (foi o que eu fiz e aconselho você a fazer o mesmo) e já chegar lá sabendo que tua vaga está garantida. Ou você pode deixar para comprar o ingresso lá e correr o risco de não ter mais vaga (nesse caso chegue antes da 08h).

Formulário para cadastro online -  Cachoeira Santa Bárbara
Formulário para cadastro online

Nesta primeira portaria você vai fazer um cadastro e conhecer seu guia. O guia é obrigatório e geralmente é um kalunga. Se você fizer sua reserva online já poderá escolher o guia também. Nós escolhemos o sr. Joseli, simpático e conversado, recomendo!

A taxa de entrada para a Santa Bárbara é de R$25 (online) ou R$20 na hora. Na portaria aceitam pagamento via cartão de crédito/débito e dinheiro.

Já os guias kalungas cobram R$100 (grupo até 6 pessoas para 1 ou duas cachoeiras) ou R$150 (para as 3 cachoeiras), sendo o pagamento feito em dinheiro direto para o guia. Os valores são tabelados.

Existe um transporte no local, são jardineiras autorizadas a chegar mais perto das cachoeiras. Se você quiser utilizá-las deverá pagar R$10 (ida e volta) direto para o condutor. Se você optar por ir e voltar a pé o caminho tem mais ou menos 6,5 km.

Obs: é possível fazer um trecho a pé e outro de jardineira. NÃO é autorizado fazer o caminho com carro particular.

Cachoeira Santa Bárbara - Cachoeiras de Cavalcante
Cachoeira Santa Bárbara.

Da primeira portaria até a segunda “portaria”, onde pegamos a jardineira, é possível ir de carro, mas são apenas poucos metros. Lá você vai encontrar banheiros e moradores da comunidade vendendo açaí, dindin (sacolé, chup-chup, geladinho… como chama na sua cidade?), café…

Do lugar que a jardineira nos deixa até a cachoeira de Santa Bárbara temos que fazer uma pequena trilha, aproximadamente 15 minutos de caminhada. Antes de chegar na estrelinha passamos por sua versão mini, que é conhecida como Santa Barbarinha.

Cachoeira Santa Barbarinha.
Cachoeira Santa Barbarinha.

Ao chegar na Santa Bárbara prepare-se para ver a água mais azul de toda a Chapada! Como ela é muito disputada só é possível ficar 60 minutos por lá. Obs: geralmente final de semana está mais cheia, se puder escolher vá durante a semana.

Tivemos a sorte de estar batendo sol na queda e na água! Foi um espetáculo, sim senhor! Obrigada, de nada.

Cachoeira Candaru

Também situada no povoado Engenho II, a Candaru possui uma queda de 70 metros e água verde. Ela não é tão concorrida quanto a Santa Bárbara, mas é igualmente linda, com certeza merece destaque entre as cachoeiras de Cavalcante!

Cachoeira Candaru - Cachoeiras de Cavalcante
Cachoeira Candaru – Foto: Leve Sem Destino.

Você poderá fazer a reserva online ou na portaria. Como ela é mais tranquila, fizemos a reserva no dia mesmo. Chegando bem cedo é possível combinar as cachoeiras Candaru, Santa Bárbara e Capivara tudo no mesmo dia.

A taxa de entrada para a Candaru é de R$15 (online) ou R$10 na hora. Na portaria aceitam pagamento via cartão de crédito/débito e dinheiro.

Já a jardineira é R$20 ida e volta e te deixa a menos de 500 metros da cachoeira. Se você optar por fazer todo trecho a pé saiba que tem subidas/descidas pelo caminho.

Após conhecer as cachoeiras é possível almoçar lá no povoado. Eu sou bem fresca para comer, então, não quis, mas fui junto com a Mônica e o Fábio do Leve Sem Destino e eles se acabaram de tanto comer rs. O almoço livre custa R$30.

Rainha do Prata

Ela faz parte do Complexo Rei do Prata e assim como as outras cachoeiras do lugar é exuberante. Quem faz bate volta não tem tempo para descer e tomar banho nela, o que é uma pena. Por isso, siga minha dica e passe uma noite lá no Espaço Rei do Prata! Em breve vai ter post com detalhes da hospedagem, fica ligado!

Cachoeira Rainha do Prata - Cachoeiras de Cavalcante
Cachoeira Rainha do Prata (parte baixa) – Cachoeiras de Cavalcante

Para ter acesso a Rei e Rainha é preciso pagar uma taxa de R$20.

# Onde ficar – Cachoeiras de Cavalcante

Fiquei hospedada na Casa da Zuzu, que é camping e hostel. Meu quarto foi um dormitório compartilhado com 4 camas e banheiro, mas para minha alegria fiquei sozinha no quarto!

Fui sortuda sim ou com certeza? Eu adoro quando isso acontece hahaha.

Além da área de camping, dos quartos privados e dos compartilhados, temos acesso a uma cozinha comunitária e a um espaço comum super agradável, tem até rede!

Casa da Zuzu (camping e hostel)
Casa da Zuzu (camping e hostel)

A Casa da Zuzu é um espaço simples, mas muito aconchegante. A anfitriã, que se chama Amanda, foi bastante atenciosa e simpática. Recomendo!

Endereço: Rua 236 Quadra 87 Lote 6, Morro Encantado Entrada de Cavalcante (vindo de Alto Paraíso a entrada é a esquerda, fique atento a placa).

Casa da Zuzu (camping e hostel)
Casa da Zuzu (camping e hostel)

Você já leu os outros posts que eu escrevi sobre a Chapada dos Veadeiros? Não viaje para lá sem ler o “Como planejar uma viagem para a Chapada dos Veadeiros: quando ir, o que fazer…” e o “Roteiro para aproveitar Alto Paraíso de Goiás na Chapada dos Veadeiros!”.

# Turismo consciente

Pessoal, quando falamos de ecoturismo é muito importante ter em mente algumas boas práticas para preservar o meio ambiente. Acima falei sobre as melhores cachoeiras de Cavalcante e abaixo vou te dar dicas para aproveitá-las respeitando o meio ambiente.

1) Não jogue lixo nas trilhas e cachoeiras (isso inclui bitucas de cigarro, papel higiênico e lixo orgânico).

2) Não entre na água usando filtro solar ou bronzeador, isso polui a água.

3) Não faça xixi na água, saia da cachu, vá para a trilha e faça lá na terra.

A Chapada recebe milhares de turistas todos os meses, imagina a quantidade de xixi e filtro solar que pode deixar a água menos pura?! Mesmo a água sendo corrente e não prejudicando o turista diretamente, ela pode prejudicar aquele morador local que bebe a água ou que precisa dela para sua plantação.

4) Não fume nas trilhas. Os incêndios são muito comuns na região, não contribua com eles.

5) Não leve seu animal doméstico para as cachoeiras, por mais bem cuidado que ele seja, ele pode transmitir alguma doença para os animais que vivem na mata.

6) Respeite o meio ambiente e as pessoas que estão na trilha/cachoeira. O cerrado é de todos, cabe a nós protegê-lo e aproveitá-lo em harmonia.

Cachoeira Candaru - Cachoeiras de Cavalcante
Cachoeira Candaru – Cachoeiras de Cavalcante

# Onde comer – Cachoeiras de Cavalcante

Nos dias que passei em Cavalcante, tomei café da manhã na Padaria da Villa, um lugar simples, mas com quitutes saborosos e preço bom. Aceitam cartão de crédito/débito. Dica: se quiser achar pão francês vá cedo, antes das 8h.

Café da manhã na padaria.
Café da manhã na padaria. Foto: Leve Sem Destino.

Durante a tarde/noite conheci o bar da Helia, que é famoso pelos pastéis e pelas araras que “moram” lá. Fui também até a famosa Cervejaria Aracê provar uma cerveja artesanal local.

Fui até a Flor do Cerrado tomar uma cerveja e assistir ao jogo do meu Mengão. Não comi nada por lá, mas reparei que eles servem vários tipos de petiscos. Ela fica localizada bem na praça, perto de outras opções de bares/restaurantes.

Obs: não há caixa eletrônico na cidade e é difícil tirar dinheiro por lá. Vá preparado! Caso precise, o pessoal da distribuidora Santa Bárbara “saca” dinheiro, você pode transferir para eles ou passar o cartão de crédito (neste caso eles te cobram a taxa que pagam para o cartão) e eles te dão o dinheiro em espécie.

# Consultoria de viagem

Quer ter sua viagem toda planejada por uma especialista?

Me manda uma mensagem no Whatsapp do Blog 31 99590-2414 para eu te contar como funciona a consultoria de viagens ou acesse esse link para saber mais a respeito.

Nosso grupo com o "seu" Joseli (guia kalunga).
Nosso grupo com o “seu” Joseli (guia kalunga).

Por fim, gostaria de dizer que Cavalcante é uma cidade simples, sendo que a população não tem muitos recursos e depende bastante do turismo para sobreviver. Incentive o comércio local, se hospede lá e ajude a população a melhorar de vida.

É isso por hoje! Espero que tenha gostado da minha lista com as 5 melhores cachoeiras de Cavalcante! Se tiver alguma dúvida ou dica é só deixar aqui embaixo.

Para não perder nossos posts novos, coloca seu nome e email ali na nossa caixa de notificações! Sabemos como é chato receber muitos emails, por isso mandamos apenas 1 por semana.

Beijos e até mais!


Compartilhe este post

14 comentários em “As 5 melhores cachoeiras de Cavalcante, na Chapada dos Veadeiros!”

  1. Muito bom e útil este seu blog, Lidiane!

    Estou “viajando” neles.

    Quando for viajar te procuro.

    Abraços,
    Ivan

    • Ei Ivan!
      Fico muito feliz de saber que você está gostando do Blog e que os posts estão ajudando!
      Quando for viajar me fala que eu te ajudo sim, claro!

      Abraço,

  2. Concordo com vc. A Santa Bárbara não é a melhor cachoeira, existem muitas outras, muito na iu s das que vc falou. Tenho um amigo lá é ele tem um hostel muito bonitinho na entrada de Cavalcante. Pretendo ir pra lá fazer esse percurso que vc falou. Tem um lugarzinho la que serve um peixe excelente, na ponte abaixo do Rio das Almas, ótimo para se tomar banho. Amei esse lugar, água quentinha, acredita ??? Bjs

    • Ei Rosane!
      Cachoeira com água quentinha é tudo de bom rs
      Vá ao Complexo Rei do Prata assim que tiver oportunidade, lá é lindo!

  3. Caraca!! Que lindas as suas fotos, deu vontade de conhecer todas as cachoeiras lá! Não conheço a região ainda a sou louca para ir para lá. Partiu …. rssss
    Obrigada pelas dicas. Adorei!

    • Flávia, na Chapada dos Veadeiros você com certeza vai recarregar as energias, vai voltar leve (se resolver voltar, pois conheci muita gente que foi e ficou rs).

  4. Que lugares lindos! Adorei e fiquei morrendo de vontade de conhecer as Cachoeiras de Cavalcante e relaxar um pouco. Eu realmente só tinha ouvido falar na de Santa Bárbara… obrigada pelas dicas!

    • Ei Carolina, vale muito a pena conhecer a Santa Bárbara e as outras cachoeiras de Cavalcante, são muito lindas e o que você viu nas fotos e leu no post não é suficiente para descrever como é estar lá pessoalmente… só indo pra sentir =)

  5. Ahh eu sou apaixonada por esse lugar! Estão falando algumas dessas cachoeiras na minha lista, mas é só uma boa desculpa pra viajar de novo pra chapada dia veadeiros :p

    • Marcela, eu tbm me apaixonei pela Chapada, quase impossível não curtir a vibe desse lugar, ne? Adoro boas desculpas para viajar haha

    • Michelle, é um lugar maravilhoso! Dá uma lida em todos os meus posts sobre lá e te garanto que você vai providenciar uma viagem o mais rápido possível rs

Deixe um comentário