Roteiro para aproveitar Alto Paraíso de Goiás na Chapada dos Veadeiros!

Compartilhe este post

Alto Paraíso de Goiás é a cidade que mais recebe turistas que vão visitar a Chapada. Muitos viajantes ficam em dúvida sobre o que fazer, onde e quantos dias ficar na cidade. Abaixo vou compartilhar todas essas informações e te passar um roteiro bem legal para aproveitar 4 dias em Alto Paraíso de Goiás na Chapada dos Veadeiros.

Complexo Macaquinhos. | Alto Paraíso de Goiás na Chapada dos Veadeiros
Complexo Macaquinhos | Alto Paraíso de Goiás na Chapada dos Veadeiros

Alto (como é comumente chamada pelos locais) é uma cidade que tem boa infra estrutura para receber os turistas, mas ainda sim as coisas são simples e é nessa simplicidade que mora o charme não só da cidade, como de toda a Chapada.

Assim, tenha em mente que lá menos é mais e aproveite para se desligar da sua vida corrida e de seus problemas, recarregue suas energias e carpe diem!

CONTINUE LENDO para conferir todas as minhas dicas sobre Alto Paraíso de Goiás na Chapada dos Veadeiros!

Catarata dos Couros.
Catarata dos Couros.

# Como chegar em Alto Paraíso de Goiás

Alto fica a 230 km de Brasília, 425 km de Goiânia, a 920 km de Belo Horizonte e a 1.200 km de São Paulo. Geralmente as pessoas voam até Brasília e lá alugam um carro para chegar na Chapada.

Eu fui de ônibus até Brasília (14 horas dentro do busão, senhoooor! Levei até marmita rs) pois minha cidade não tem aeroporto e porquê era mais barato rs Lá encontrei a Mônica e o Fábio (do blog Leve Sem Destino) e fui de carro com eles para Alto Paraíso.

Se você for alugar um carro ( aconselhável para ter mais liberdade e conforto) pode pesquisar os valores e fazer a reserva no site da RentCars, que é uma comparadora de preços e busca sempre as melhores opções. Eu já usei, aprovei e hoje o Blog é afiliado deles.

Dê preferência para alugar carros altos por causa das estradas de terra que você vai pegar lá na Chapada. Se quiser me ajudar faça sua reserva usando nosso link, assim o site paga uma pequena comissão pro Blog e você não paga nada a mais por isso =)

Vindo de Brasília você vai saber que chegou a Alto quando avistar na estrada uma “nave”, que é o portal da cidade rs

Portal de Alto Paraíso de Goiás.
Portal de Alto Paraíso de Goiás.

Obs: só existe um posto de gasolina na cidade e o combustível é mais caro, claro. Aconselho encher o tanque na cidade de São João da Aliança, que situa-se entre Brasília e Alto (+- 70 km antes de Alto).

Eu já escrevi o post “Como planejar uma viagem para a Chapada dos Veadeiros: quando ir, o que fazer…”, que é mais geral sobre a Chapada. Dá uma conferida nele antes de montar sua viagem.

#O que fazer em Alto Paraíso de Goiás – Chapada dos Veadeiros

Opções sobre o que fazer na cidade e arredores não faltam, afinal você está na Chapada dos Veadeiros, um dos lugares mais incríveis do mundo (não estou exagerando!). Ahh, além da Mônica e do Fábio, a Andreza e o Beneth do Tire a Bunda do Sofá estiveram comigo lá em Alto.

Catarata dos Couros.
Nosso grupo na Catarata dos Couros.

Abaixo vou falar somente sobre as cachus de Alto, mas em breve vou publicar posts sobre Cavalcante e São Jorge. Para não perder nenhum deles, clica no sininho que aparece ali embaixo, no canto esquerdo da sua tela e ativa as notificações do Blog. Assim, quando sair o post você vai ficar sabendo na hora =)

1º dia

Aproveite que você estará com o corpo descansado e faça uma cachoeira com trilha mais longa.

Catarata dos Couros

Foi um dos lugares que eu mais gostei de conhecer! As vistas são lindas e a água das cachus uma delícia.

Como chegar = a partir do portal de Alto você vai percorrer +- 18km de estrada asfaltada (BR-010) e depois 30 km de estrada de terra. A estrada de terra está em boas condições, só tem uma subida mais complicadinha.

Entrada = gratuita. Sendo necessário dar uma contribuição para deixar o carro no estacionamento.

Trilha = foram 5 km até o mirante da Garganta do Diabo, sendo que o nível de dificuldade é médio (na minha opinião, que não sou sedentária, mas também não sou atleta rs).

O guia não é obrigatório, mas eu aconselho ir com um. Nesse dia quem guiou meu grupo foi o Douglas, super profissional e muito gente boa. Ele nos levou até uns lugares lindíssimos, onde vimos uma queda linda (que é essa da foto abaixo)!

Catarata dos Couros | Alto Paraíso de Goiás
Catarata dos Couros | Alto Paraíso de Goiás

Sem guia é bem complicado chegar até aí. Tivemos que passar por um caminho alternativo e fazer uma trilha bem puxadinha (não é técnica, só cansativa mesmo). Tive que parar umas duas vezes para “respirar e nessas horas eu pensava “será que fica feio pedir pra chamar o resgate?!” haha

Cachoeiras = paramos em 4 lugares para banho. Não tivemos acesso a queda maior da foto acima.

Trilha da Catarata dos Couros.
Trilha da Catarata dos Couros. Tudo que desce, sobe depois rs

2º dia

No segundo dia seu corpo ainda estará descansado, assim sugiro fazer mais uma cachoeira com trilha longa.

Complexo Macaquinhos

Como chegar = a partir do portal de Alto são 13 km em estrada asfaltada (BR-010 sentido Brasília) + 20 km de estrada de terra.

A estrada está bem prejudicada, tem um trecho lá que passamos perrengue para subir na volta. Se você estiver com carro 4×4 não precisa preocupar, mas carro baixo ali precisa ser motorista com M maiúsculo para passar rs (rindo agora, mas na hora foi tenso rs)

Quando estiver chegando vai ver um primeiro estacionamento, se seu carro não tiver tração aconselho muito deixar ele ali e percorrer os 900 metros até a portaria a pé.

Nesse trecho de 900 metros até a portaria a areia da estrada parece um talco, você pisa e seu pé afunda nesse talco. Não sei explicar direito, mas é bem diferente rs

Obs: vá calçado com uma meia mais escura, preta é a melhor cor, pra ela não ficar encardida depois.

Entrada = 30 reais / camping = 60 reais

Horário de funcionamento = 08h às 17h. Obs: não pode entrar com bebida alcoólica, nem com animais domésticos.

Trilha = é uma trilha relativamente cansativa, pois tem várias subidas e descidas, mas não é técnica. Até a cachoeira Caverna são aproximadamente 2 km (ida).

No total, se você deixar seu carro antes da portaria serão aproximadamente 6 km (ida e volta).

Obs: não é obrigatório o guia.

Complexo Macaquinhos. | Alto Paraíso de Goiás na Chapada dos Veadeiros
Complexo Macaquinhos. | Alto Paraíso de Goiás na Chapada dos Veadeiros

Cachoeiras = cachoeira Encontro (é a mais distante da portaria); cachoeira Caverna; cachoeira da Luz; cachoeira Banho Pelado (único lugar da Chapada que possui uma cachoeira naturista, não achei muito boa para banho e para chegar até ela é preciso descer uma pirambeira rs); poço do jump (de lá você pode pular de uns 7 metros de altura, não sei exatamente quantos metros são, mas achei bem alto rs).

Fora essas que eu citei acima, ainda tem o banho dos macacos (que é a mais próxima da portaria) + poço sereno + cachoeira da Lunna + cachoeira da Pedra Furada + poção do Jaracuçu.

3º dia

No terceiro dia seu corpo pode precisar de um descanso, assim ideal fazer um passeio mais leve, porém não menos “glamouroso” rs

Almécegas I e II + São Bento.

Como chegar = a partir do portal de Alto você vai percorrer +- 8 km de estrada asfaltada (pegar sentido São Jorge) e depois mais 5 km de estrada de terra até a portaria. O acesso é bem tranquilo.

Entrada = 40 reais para ter acesso a Almécegas I e II + São Bento ou R$15 para ter acesso somente a São Bento.

Trilha = as trilhas para as 3 cachoeiras são bem tranquilas e curtas. Da portaria você pode seguir de carro até o começo da trilha para Almécegas I (ali vai ter um estacionamento), aí terá que andar aproximadamente 1 km até a cachu (tem umas subidas e descidas no caminho).

Almécegas I | Alto Paraíso de Goiás
Almécegas I | Alto Paraíso de Goiás

Para ir até Almécegas II você pode pegar o carro novamente e deixar em outro estacionamento. Terá que andar menos de 10 minutos até a cachu, bem tranquilo (tudo plano). Da portaria até a cachoeira de São Bento são uns 5 minutinhos de caminhada tranquila também.

Obs: o guia não é obrigatório.

Cachoeiras = Almécegas I e II + São Bento.

Achei a água da Almécegas I estupidamente gelada rs. A da Almécegas II estava mais “quente”.

Já São Bento achei uma delícia! Tem um cantinho do lado oposto da queda, que forma uma “banheira de hidromassagem” que eu curti demais! Se você não sabe nadar pode ficar nesse cantinho também pois não é fundo.

Obs: na portaria tem banheiro e um Café.

Almécegas II.
Almécegas II.

4º dia

Pode curtir uma cachoeira com acesso mais tranquilo, como Vale da Lua ou Loquinhas. Eu só conheci a Vale da Lua e minha dica é evite cachoeiras de fácil acesso nos finais de semana, pois elas tendem a ficar mais cheias.

Vale da Lua

Como chegar = a partir do portal de Alto você vai percorrer +- 30 km de estrada asfaltada (pegar sentido São Jorge) e depois mais 4 km de estrada de terra até a portaria. O acesso é muito tranquilo.

Entrada = 20 reais (pagamento em dinheiro)

Trilha = aproximadamente 1 km de trilha leve. É bem auto explicativa.

Eu achei o Vale da Lua legal por conta das formações das rochas, mas quando eu fui estava bem cheio (principalmente famílias), aí não aproveitei tanto a água.

Vale da Lua. | Alto Paraíso de Goiás
Vale da Lua. | Alto Paraíso de Goiás

Eu acho que deu para vocês perceberem que Alto Paraíso de Goiás na Chapada dos Veadeiros tem muitas opções de programas, né? Acima eu citei os que eu fiz, mas se você quiser ficar 1 semana só lá, pode ter certeza que vai ter um lugar novo para conhecer todo dia.

# Quantos dias ficar em Alto Paraíso de Goiás

Eu fiquei 6 noites na cidade e ao todo 12 na Chapada. Aconselho ficar pelo menos 3 noites por lá e dividir o restante dos seus dias entre São Jorge e Cavalcante.

Almécegas I.
Almécegas I.

# Onde ficar em Alto Paraíso de Goiás

Em Alto eu fiquei hospedada no Camping Nosso Viveiro, que é o camping mais bem conceituado da Chapada dos Veadeiros (não sou só eu que falo isso, são também os outros viajantes que já passaram por lá).

Foi minha primeira experiência acampando e eu estava um pouco preocupada com questões de limpeza e organização, mas o camping me surpreendeu. Tudo muito limpo e organizado. O Rivas (proprietário) passa várias instruções/regras de convivência no momento do check in.

Camping Nosso Viveiro.
Camping Nosso Viveiro.

Possui um espaço verde bem grande onde montei minha barraca, tem banheiros femininos e masculinos separados. Além de possuir cozinha comunitária e vários espaços de convivência.

Caso você não queira acampar, o camping possui uma cabana.

Camping Nosso Viveiro.
Espaço do Camping Nosso Viveiro.

Obs: minha estadia no camping foi fruto de uma parceria. Independe desta parceria, tenho obrigação com a verdade e a opinião retratada aqui é imparcial.

Camping Nosso Viveiro.
Camping Nosso Viveiro.

# Onde comer em Alto Paraíso de Goiás

Na minha primeira noite na cidade fui comer o famoso pastel da Vendinha 1961. Os pastéis variam de R$8 a R$11. O ambiente lá é bem gostosinho, tinha até música ao vivo.

Pastel da Vendinha 1961. | Alto Paraíso de Goiás na Chapada dos Veadeiros.
Pastel da Vendinha 1961. | Alto Paraíso de Goiás na Chapada dos Veadeiros.

Em outro dia conheci também o Cravo e Canela, restaurante vegetariano/vegano e adorei! Lá comi uma chapizza Edgar e tomei uma limonada suíça. Não é um lugar baratinho, mas com certeza os pratos tem muita qualidade e sabor. Se você quer comida saudável e diferente, esse é o lugar.

No domingo de manhã fomos tomar café na padaria Santa Maria. Achei as coisas boas (o pão de queijo recheado é uma delícia!) e o preço justo.

Para quem gosta de feirinha, aos sábados (ao lado da Prefeitura) e domingos (na Praça do CAT) pela manhã tem a feirinha do produtor rural, onde você pode comprar produtos frescos, plantados/feitos pelo pessoal da região. As terças e quintas tem também, mas aí é na parte da tarde.

# Turismo consciente

Gente, quando falamos de ecoturismo é muito importante ter em mente algumas boas práticas para preservar o meio ambiente, como:

1) Não jogue lixo nas trilhas e cachoeiras (isso inclui bitucas de cigarro, papel higiênico e lixo orgânico).

2) Não entre na água usando filtro solar ou bronzeador, isso polui a água.

3) Não faça xixi na água, saia da cachu, vá para a trilha e faça lá na terra.

A Chapada recebe milhares de turistas todos os meses, imagina a quantidade de xixi e filtro solar que pode deixar a água menos pura?! Mesmo a água sendo corrente e não prejudicando o turista diretamente, ela pode prejudicar aquele morador local que bebe a água ou que precisa dela para sua plantação.

4) Não fume nas trilhas. Os incêndios são muito comuns na região, não contribua com eles.

5) Não leve seu animal doméstico para as cachoeiras, por mais bem cuidado que ele seja, ele pode transmitir alguma doença para os animais que vivem na mata.

6) Respeite o meio ambiente e as pessoas que estão na trilha/cachoeira. O cerrado é de todos, cabe a nós protegê-lo e aproveitá-lo em harmonia.

Almécegas I.
Almécegas I.

E aí, curtiu as minhas dicas sobre Alto Paraíso de Goiás na Chapada dos Veadeiros? Qualquer dúvida é só deixar um comentário aqui embaixo! Para ver mais fotos dessas cachus incríveis dá uma conferida no nosso Instagram ( @partiuviajarblog )!

Beijos e até a próxima!


Compartilhe este post

Deixe um comentário