Roteiro Serra da Canastra em 3 ou 4 dias [ECONÔMICO]

Compartilhe este post

Cachoeiras maravilhosas, vários tipos de queijo Canastra (cada um mais saboroso que o outro), povo simpático, paisagens lindas e muito sossego! Conhecer a Serra da Canastra em Minas Gerais foi uma bela surpresa! Pensando em te ajudar a ter uma experiência tão bacana quanto a que eu tive, resolvi fazer esse post com roteiro da Serra da Canastra. Confere aí e ótimo passeio!

Além das cachoeiras e trilhas, a região da Serra da Canastra abriga várias espécies animais que estão ameaçadas de extinção, como o lobo guará, o pato-mergulhão, urubu rei etc. Assim, é também um turismo para quem gosta de observar pássaros e animais de um modo geral.

Estrada de chão - Pousadas na Serra da Canastra

Como chegar em São Roque de Minas

Antes de ver o roteiro da Serra da Canastra em 3 ou 4 dias é preciso saber como chegar lá, certo? Eu saí de Barbacena, de carro e percorri 400 km até chegar a São Roque de Minas. Estava com uma amiga, nós pegamos a BR-494 e a MG-050 e fizemos duas paradas, sendo uma em São João Del Rei e a outra em Piumhi.

Saindo de São Paulo: são, aproximadamente, 520 km. Você pegará a Rodovia dos Bandeirantes e seguirá sentindo Jundiaí e Campinas. Ao longo do trajeto passará por Mogi Guaçu, São José do Rio Pardo, Capitólio e Piumhi.

Saindo do Rio de Janeiro: são, aproximadamente, 675 km. Você pegará a BR-040 sentido Petrópolis. Passará, também, por Juiz de Fora, Santos Dumont e deverá seguir até Barbacena. Então, você sairá da 040 e pegará sentido São João Del Rei. A partir de Barbacena, você fará o mesmo trajeto que eu fiz. Obs: trechos com pedágios.

No caminho entre Rio e Serra da Canastra você passará por várias cidades que fazem parte da Estrada Real. Se quiser, você pode se programar para fazer seu Passaporte da Estrada Real, retirar em Petrópolis e parar nas cidades para pegar os carimbos. Para ler mais sobre o passaporte, clica aqui.

Saindo de Belo Horizonte: são, aproximadamente, 350 km. Você deverá pegar a BR-262 sentido Betim. Durante o trajeto passará por Divinópolis, Formiga e Piumhi.

Leia também:
O que fazer em Capitólio em 3 dias: roteiro completo + custos da viagem
Melhores cervejas artesanais de Minas Gerais

Como chegar em Vargem Bonita

Se ao invés de ficar em São Roque de Minas você preferir se hospedar em Vargem Bonita vai fazer, basicamente, o mesmo caminho. Porém, ao chegar em Piumhi deverá seguir sentido Vargem Bonita.

Roteiro Serra da Canastra

Roteiro Serra da Canastra em 3 dias

Vou te contar como eu fiz e o que você pode acrescentar no roteiro Serra da Canastra em 3 dias, visto que eu não aproveitei tudo que tinha ali na região.

  • Primeiro dia – Parque Nacional (parte baixa)

No primeiro dia sugiro conhecer a parte baixa da cachoeira da Casca D’anta, que fica dentro do Parque Nacional da Serra da Canastra, e todos os atrativos das redondezas.

Se você ficar hospedado em São Roque (como eu) poderá iniciar o dia conhecendo a cachoeira da Chinela e a cachoeira Sete Quedas. O acesso é fácil, sendo necessário pagar para entrar na propriedade privada.

Lembre-se que, todos os caminhos que você vai percorrer de carro serão por estrada de terra. No caminho você vai ver muito verde, fazendas (inclusive, algumas produtoras de queijo canastra), não tem posto de gasolina, ok?! Então, não faça igual eu e vá com o tanque cheio!

Uai, Lid… como assim não fazer igual você? Se você não acompanhou minha viagem pelo Instagram, perdeu essa minha aventura, mas vou te contar aqui, resumidamente. Ahhh, já aproveita e me segue lá pra não perder os próximos perrengues e dicas do que não fazer haha

Gente, eu achei que o combustível que eu tinha ia dar para ir e voltar nesse rolê do dia, mas no meio do caminho, no meio do nada, eis que a luz do combustível acende e o carro entra na reserva. Minha amiga ficou um pouco “desesperada” e eu tranquila, tipo qualquer coisa a gente para em uma fazenda e pede gasolina. Simples, só que não.

No final das contas, conseguimos ir até o parque e na volta parar em São José do Barreiro, onde tinha uma mercearia que vendia garrafa pet com combustível. Compramos duas, sendo que o litro custou R$7. Foi o suficiente para chegar no posto de gasolina de Vargem Bonita e aí sim abastecer até não caber mais rs Sufoco! Mas rendeu essa história aí!

Cachoeira da Chinela
Cachoeira da Chinela – Serra da Canastra

Voltando ao roteiro da Serra da Canastra… depois que sair da cachoeira da Chinela siga para a cachoeira da Lavra e Lavrinha. Eu não parei nelas, segui direto e só paramos ao encontrar, meio que sem querer, a Fazenda Santuário do Mergulhão, que possui um queijo canastra premiado (ganhou o prêmio super ouro no festival da França em 2019).

Fomos recebidas pela Silmar e pelo Vicente, que nos mostraram como é o processo de fazer o queijo, bem como nos deram um pedaço do queijo super gold (uma delícia!). Lá mesmo é possível comprar algum queijo, sendo que eles embalam bem direitinho para viagem.

Silmar fazendo queijo Canastra
Processo de produção do queijo Canastra

Da fazenda seguimos para as piscinas naturais do tio Zezico. O acesso é fácil, tem estacionamento e é preciso pagar para entrar na propriedade. Para chegar na água você vai precisar andar por cima de algumas pedras, assim não é ideal para quem tem dificuldade de locomoção. Crianças não terão dificuldade, mas é preciso um adulto por perto para ajudar.

Eu achei o lugar bem gostosinho, a água não estava muito fria e até nadei! Pra quem não sabe, eu adoro trilhas e cachoeiras, mas nem sempre entro na água, visto que sinto muito frio e tenho pavor de água gelada.

Depois de curtir as piscinas seguimos para o destino final e atração principal, a cachoeira Casca D’anta (parte baixa). O acesso é feito pela portaria 4 do Parque Nacional. Lá é preciso fazer um registro e pagar uma taxa para entrar. A triha até a cachoeira é super tranquila e sinalizada. Gastamos uns 15 minutos, sem nenhuma dificuldade. 

A cachoeira é maravilhosa! Vale muito a pena ir conhecê-la. Eu não entrei na água, visto que já era fim de tarde e, como eu disse, sinto muito frio, aí não quis me aventurar.

Ahhhh, lá no parque tem estrutura de banheiro (acho um máximo quando isso acontece rs).

Esse foi meu primeiro dia do roteiro Serra da Canastra em 3 dias. Curtiu? À noite, se você tiver energia pode jantar em algum dos restaurantes que eu cito mais ali pra baixo.

Cachoeira Casca D'Anta (parte baixa)
Cachoeira Casca D’Anta (parte baixa)
  • Segundo dia – Parque Nacional (parte alta)

Eu queria muito ter feito essa parte, mas o acesso estava fechado. Antes de ir verifique se a portaria 01, que dá acesso a cachoeira Casca D’anta (parte alta) está aberta.

Se conseguir fazer esse roteiro na Serra da Canastra você pode conhecer as piscinas naturais do Rio São Francisco, a nascente do Rio São Francisco, a cachoeira Alto dos Rolinhos (também conhecida como Rasga Canga) e o Mirante da Casca D’anta.

  • Terceiro dia – Complexo Capão Forro

No terceiro dia você pode escolher alguma das cachoeiras que estão fora do Parque Nacional, como as do complexo Capão Forro.

Para chegar na portaria da propriedade você vai percorrer, aproximadamente, 7 km de carro, a partir de São Roque de Minas. O acesso pode ser feito com carro de passeio, mas saiba que a estrada não é das melhores. Ela tem muita pedra e cascalho, se tiver chovido no dia anterior não aconselho ir com carro baixo. 

Caso você prefira deixar seu carro na sua cidade e alugar um para se aventurar pela Serra da Canastra, pode verificar os valores no site da RentCars, que é nossa parceira. O site compara valores de várias empresas que alugam carros, o que facilita na hora de escolher a melhor opção!

É preciso pagar para entrar, sendo que lá você vai ter estrutura de banheiro (simples, mas tem) e acesso a várias cahoeiras e piscininhas naturais. Eu e minha amiga estávamos com um casal de amigos dela, que estavam com a filha de 5 anos. Não tivemos dificuldade em nos deslocar lá dentro, sendo que as trilhas são tranquilas.

Se quiser um lugar para aproveitar o dia, pode ir tranquilo e ficar por lá! Mas, não esqueça de levar lanche e água, pois lá não tem restaurante ou lanchonete.

Fazenda de queijo no Roteiro Serra da Canastra
Queijo Canastra

Roteiro Serra da Canastra em 4 dias

Caso você tenha mais tempo, pode colocar no seu roteiro da Serra da Canastra uma visita a outro complexo de cachoeiras que ficam fora do parque. Eu tive a oportunidade de conhecer o complexo do Cerradão, que lugar lindoooo!

Pode separar um dia inteiro para curtir com tranquilidade as trilhas e cachoeiras do lugar! Logo na entrada é preciso pagar uma taxa, sendo que você vai ter acesso a estacionamento e estrutura de banheiro. A trilha é sinalizada e de todas que fizemos foi a mais longa e mais puxadinha. Não é preciso ser atleta para conseguir ir, mas se for muito sedentário poderá ter alguma dificuldade.

Eu acho que vale a pena demais, olha essa foto maravilhosa de lá!

Roteiro Serra da Canastra
Complexo do Cerradão – Serra da Canastra

Onde ficar na Serra da Canastra

Eu optei por ficar hospedada em São Roque, pois a cidade tem uma estrutura melhor, com mais opções de restaurantes, hoteis etc. Eu já fiz um post exclusivo com algumas sugestões de onde ficar na Serra da Canastra (São Roque e Vargem Bonita). Acho interessante você dar uma olhadinha nele, lá tem sugestões para todo tipo de bolso!

Caso ainda tenha alguma dúvida sobre a hospedagem, deixa ali nos comentários ou me manda uma mensagem lá no Instagram.

Onde comer

Durante minha estadia em São Roque tive a oportunidade de conhecer 3 restaurantes/bares. Na minha primeira noite lá, fui no Deck´s Pub, mas estava tão cansada da viagem que nem aproveitei muito, fui só tomar uma cervejinha e comer.

No segundo dia almocei no restaurante Velho Chico e gostei bastante da comida (experimentei um hambúrguer vegetariano e fritas), estrutura e atendimento. É um lugar que indico tanto para almoço quanto para jantar (sendo que jantei lá no meu terceiro dia na cidade). Outro restaurante que conheci foi o Zagaia, bem no estilo pizzaria do interior, que fica próximo ao Deck´s Pub.

Comida mineira no restaurante Velho Chico na Serra da Canastra
Restaurante Velho Chico na Serra da Canastra

Gostei dos 3, sendo que o Velho Chico e o Zagaia tem um ambiente mais familiar e o Deck´s uma pegada mais jovem, que indico para casais, pessoas viajando sozinhas ou grupo de amigos.

Leia também:
Quanto custa um safari na África do Sul: Kruger, ADDO e Pilanesberg
Quanto custa viajar: Chapada dos Veadeiros em 10 dias!

Prontinho! Esse foi meu roteiro da Serra da Canastra em 3 ou 4 dias, pode seguir sem medo de ser feliz! Se você tiver mais tempo para explorar a região, melhor ainda! Tem muita coisa legal para fazer por lá e aqui citei só o básico! Caso tenha alguma dúvida ou sugestão, deixa aí nos comentários.

Beijos e até mais!


Compartilhe este post

Deixe um comentário