Cataratas Argentinas: como chegar, quanto custa + dicas

Ao planejar uma viagem para Foz do Iguaçu, é muito comum ter dúvida se vale a pena visitar as cataratas no lado argentino e no brasileiro. No post de hoje vou falar sobre minha experiência nas Cataratas Argentinas (como chegar, quanto custa, dicas).

Primeira coisa que pode passar pela sua cabeça é: “mas não é a mesma coisa, porém em países diferentes?”. Não é! Cada lado tem sua particularidade. Por exemplo, no lado argentino você chega mais perto das quedas e no lado brasileiro você tem uma “vista” melhor delas.

CONTINUE LENDO para saber como chegar, o que fazer nas Cataratas, quanto custa visitá-las e o que fazer em Puerto Iguazu

Vista Panorâmica das Cataratas argentinas.
Vista Panorâmica das Cataratas argentinas.

# Como chegar nas Cataratas Argentinas

Existem várias formas para ir de Foz do Iguaçu até a entrada das Cataratas Argentinas.

Observação: para cruzar a fronteira não é obrigatório ter passaporte. Você pode apresentar seu RG ou CNH. Eu passei para o lado argentino duas vezes, sendo que em uma delas usei a CNH e na outra o passaporte.

Estrutura das Cataratas Argentinas.
Estrutura das Cataratas Argentinas.

Opção 1 – Taxi

Eu estava com mais 3 pessoas, assim foi melhor dividir um táxi. Pedimos para o recepcionista do nosso hostel indicar um taxista de confiança.

Combinamos com ele o valor de R$240 (ou seja, 60 pra cada). Ele nos buscou no hostel no horário combinado, nos levou e depois retornou para nos buscar no final do dia.

Recomendo por ser prático e com um custo x benefício bom.

Opção 2 – Alugar um carro

Se você preferir, pode alugar um carro em Foz do Iguaçu e dirigir até as Cataratas. Deverá percorrer mais ou menos 20 km para ir e 20 para voltar.

O Blog é afiliado da Rentcars, que é uma empresa que pesquisa os melhores preços em diversas locadoras e te dá as melhores opções. Para fazer uma pesquisa, basta clicar aqui. Reservando através desse link nós ganhamos uma pequena comissão e você NÃO paga nada a mais por isso!

Checklist: O que levar na bagagem de viagem

Para não esquecer de levar os itens essenciais em sua viagem, baixe gratuitamente o Checklist: O que levar na bagagem de viagem

Fiz uma simulação para ver quanto ficaria uma diária e deu uma média de R$100, conforme você pode ver na foto abaixo.

Simulação de alguel de carro pela Rentcars
Simulação de alguel de carro pela Rentcars

Obs: se optar por alugar um carro, é preciso solicitar um seguro para cruzar a fronteira. Ele chama seguro Carta Verde (seguro de responsabilidade civil obrigatório) e pode ser obtido em Foz do Iguaçu mesmo.

Opção 3 – ônibus

Se você quiser economizar essa é a melhor opção! Se eu estivesse sozinha, com certeza teria ido de ônibus.

Eles saem de vários pontos de Foz (ao lado do Terminal de Transporte Urbano é o ponto inicial) e param no Terminal de Puerto Iguazu. O trajeto é feito pelas cias Rio Uruguay, Itaipu e Crucero del Norte. Custa entre 5 a 12 reais. Do Terminal você pode pegar um táxi até as Cataratas, são apenas 17 km ou pegar um segundo ônibus com destino as Cataratas.

# Cataratas Argentinas – Quanto custa?

Para passar o dia nas Cataratas Argentinas você terá que gastar com deslocamento até lá, ingresso para entrar e alimentação.

Ingresso para cidadãos brasileiros adultos = 560 pesos (+- R$70)

Ingresso para crianças brasileiras = 140 pesos (+- R$25)

O ingresso deve ser pago em pesos argentinos, não se esqueça de trocar seu dinheiro no Brasil.

Obs: leve seu RG ou passaporte, você vai precisar dele para comprar o ingresso.

Entrada do Parque Nacional Iguazú.
Ingresso comprado!Entrada do Parque Nacional Iguazú.

Seu gasto com alimentação vai depender do que você vai comer. Eu, por exemplo, levei um lanche na mochila e não gastei nada lá.

Ah, por falar em levar lanche, cuidado com os quatis. Eles são lindinhos sim, mas sentem o cheiro da comida de longe, fique esperto para eles não pegarem seu “almoço”. Se eles pegarem, não tente pegar de volta.

Placas indicativas - Cataratas Argentinas
Placas indicativas.

# Horário de funcionamento – Cataratas Argentinas

O parque abre às 08h e fecha às 18h, sendo que o último horário para entrar é às 16:30.

Site: https://iguazuargentina.com/es/parque-nacional-iguazu

# O que fazer nas Cataratas Argentinas

O Parque do lado argentino é muito grande e bem sinalizado, não tive dificuldade nenhuma em percorrê-lo. Ele possui 3 circuitos (Inferior, Superior e Garganta do Diabo). Eu comecei pelo Inferior e deixei a Garganta do Diabo por último. Prepare-se para andar bastante!

Algumas pessoas sugerem começar pela Garganta para pegar o local mais vazio e depois fazer os outros 2 circuitos. Acho que só essa ordem não interfere taaanto, mas se quiser garantir: chegue no Parque bem cedo e vá direto para a Garganta.

Eles possuem um serviço de transporte interno, é um tremzinho (tren de las cataratas) que passa por 3 estações (Central, Cataratas e Garganta del Diablo). Não é preciso pagar para andar nele.

Transporte interno do Parque Nacional Iguazú.
Transporte interno do Parque Nacional Iguazú.

Se optar por começar pelo circuito Superior ou Inferior, pode pegar o trem na estação Central e descer na estação Cataratas ou caminhar até a entrada dos circuitos (10 min de caminhada).

Ahh, em todas as estações têm banheiros e lanchonete.

No lado argentino também tem o Gran Aventura, que é o Macuco Safari deles. Eu fiz só o do lado brasileiro pois várias pessoas me disseram que era mais legal, conto como foi a experiência no post “O incrível passeio do Macuco Safari em Foz do Iguaçu”.

É necessário separar de 2 a 3 horas para fazer o Gran Aventura, programe-se. Se você estiver com tempo e dinheiro, pode fazer nos dois lados e depois contar pra gente como foi =)

Cataratas Argentinas - Garganta do Diabo
Lotaaaada! Cataratas Argentinas – Garganta do Diabo

Resumindo os circuitos:

Garganta do Diabo

Para fazê-lo sugiro separar 2 horas. Nele você pode se molhar levemente, pois com o vento as gotinhas de água (tipo neblina) sobem. Ah, eu fui com o biquíni por baixo e lá tirei a blusa pra não molhar.

Garganta do Diabo - Cataratas Argentinas
Garganta do Diabo.
Garganta do Diabo.
Garganta do Diabo.

Circuito Inferior

Ele tem cerca de 1,5 km, sugiro separar 90 minutos para percorrê-lo. Nele você vai por um caminho e volta por outro, então aproveita para tirar todas as fotos e admirar na hora, não deixe pra depois.

Circuito Inferior.
Circuito Inferior.

Circuito Superior

É o menor deles, tem 700 metros. Sugiro separar 60 minutos para ele.

Se você chegar cedo e se planejar, dá pra fazer tudo em um dia, inclusive o Gran Aventura.

Estrutura das trilhas do Parque Nacional Iguazú.
Estrutura das trilhas do Parque Nacional Iguazú.

# O que fazer em Puerto Iguazu

Além de visitar as Cataratas você pode:

– Ir na feirinha e comprar muiiiito alfajor.

-Jantar no The Argentine Experience – como o nome já diz, é uma experiência e não simplesmente um jantar. Lá eu fiz meu próprio drink, minha própria comida e me diverti muito!

O restaurante fica na mesma rua da feirinha de Puerto Iguazu, assim você pode ir mais cedo, andar na feira e depois ir para o jantar. Eu fiz isso. Um dos melhores jantares que eu já participei! Dá uma lida no post “The Argentine Experience em Puerto Iguazu: Vale a pena?”, nele conto como foi a minha experiência.

-Compras no Free Shop – se você quiser fazer umas comprinhas, poderá passar no Free Shop da Argentina que fica no caminho para Puerto Iguazu. Eu fui lá e achei os preços bem bons, várias coisas mais baratas que no Paraguai.

Alfajor! Muitas marcas!
Alfajor! Muitas marcas!

# Onde ficar em Foz do Iguaçu

Fiquei hospedada no Concept Design Hostel & Suites e curti bastante a experiência. O hostel possui quartos privativos e dormitórios, assim atende a todos os gostos. Possui um bar e uma piscina super gostosos para você relaxar após um dia intenso turistando.

Além disso, é muito bem localizado, perto de padaria, lanchonete e ponto de ônibus. Eu escrevi o post “Review: Onde ficar em Foz do Iguaçu – Hospedagem no Concept Design Hostel” contando como foi minha experiência, dá uma conferida!

Se quiser seguir minha recomendação e fazer sua reserva nele, basta clicar aqui e você será redirecionado para a página do Booking. Utilizando nossos links o Blog ganha uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso. Ótima maneira de você me ajudar a manter nosso conteúdo atualizado.

Se preferir, você pode pesquisar outras opções através do mapa abaixo:

Booking.com

Ahhh, eu já escrevi um montão de posts sobre Foz, se você ainda não leu, sugiro dar uma lida! Os posts estão bem completinhos e vão servir para te dar um norte ao planejar sua viagem pra lá, além de ficar por dentro das coisas mais legais que tem pra fazer na cidade. Os links estão logo abaixo:

10 programas imperdíveis para fazer em Foz do Iguaçu em 4 dias

21 dicas que você precisa ler antes de visitar as Cataratas do Iguaçu

Dicas e informações para visitar o Parque das Aves em Foz do Iguaçu

Marco das Três Fronteiras em Foz do Iguaçu – Vale a pena?

Quanto custa viajar para Foz do Iguaçu: Gastos em 5 dias

Eu gostei de ter visitado os dois lados, mas, se tivesse que escolher somente um para visitar, eu escolheria o brasileiro (com a experiência do Macuco rs).

E aí, qual dos lados você achou melhor? Compartilha com a gente sua experiência!

Por último, não sei se você sabe, mas eu faço CONSULTORIA PERSONALIZADA DE VIAGENS. Planejo toda sua viagem do jeito que você quer! Assim, você economiza tempo e dinheiro. Manda uma mensagem pra mim, aí te explico como funciona ou clica aqui para ver o vídeo sobre a consultoria e os valores.

Beijos e até!

RELACIONADOS