O que fazer em Ouro Preto em 3 dias – Roteiro escrito por quem mora na cidade

Ouro Preto é uma das cidades mais visitadas da região Sudeste, isso se deve as suas belas igrejas, museus, arquitetura charmosa, ladeiras e toda história que cerca a cidade. Quando visitei a cidade pela primeira vez não sabia o que colocar no roteiro, você já passou por isso? Atualmente eu moro em Ouro Preto, por isso esse post é especial, pois nele vou contar o que fazer em Ouro Preto em 3 dias.

CONTINUE LENDO o artigo para ver as dicas de atrações, hospedagem e passeios, pois além de te contar aquelas coisas básicas que todo turista deve saber eu vou falar também sobre lugares que só os locais visitam, que são fora do circuito turístico.

Capelinha linda | O que fazer em Ouro Preto
Capelinha linda | O que fazer em Ouro Preto
Passo a passo para organizar sua viagem para Ouro Preto
Passo a passo para organizar sua viagem para Ouro Preto

# Quantos dias ficar em Ouro Preto

A primeira dúvida de quem está programando uma visita à cidade é essa sobre o número de dias. Eu já adianto que 3 dias é pouco, pois a cidade e arredores oferece muita coisa legal para fazer. Resolvi fazer o post com essa programação para somente 3 dias pois dá para pegar um feriado prolongado ou esticar o final de semana.

Se você estiver de férias e tiver mais tempo disponível, sugiro separar 5 dias, sendo 3 para curtir a cidade e 2 para fazer bate volta.

# Qual a melhor época para visitar a cidade

Arrebita-rabo num fim de tarde da porta da Igreja Nossa Senhora das Mercês e Perdões (Mercês de Baixo).
Arrebita-rabo num fim de tarde da porta da Igreja Nossa Senhora das Mercês e Perdões (Mercês de Baixo).

Qualquer época é boa para visitar a cidade, sendo Janeiro, Julho, Carnaval e feriado de Nossa Senhora Aparecida os períodos mais cheios. Se você quer a cidade mais vazia, pode se programar para vir durante a semana (fora de feriados) ou no mês de dezembro.

# Como chegar em Ouro Preto

Ouro Preto fica localizada pertinho de Belo Horizonte (se você dormiu nas aulas de geografia, essa é a capital de Minas Gerais rs), são apenas 90 km. Assim, ela é facilmente acessível, pode vir de carro ou de ônibus (a empresa Pássaro Verde tem vários horários).

Se você mora no Rio de Janeiro, pode ir de avião até Belo Horizonte e de carro/ônibus para Ouro Preto ou pode fazer uma road trip super legal e vir dirigindo pela BR-040, passando por várias cidades que fazem parte da Estrada Real. No total são 400 km. Já de São Paulo pra cá é um pouquinho mais longe, sendo 630 km.

Obs¹: meninas viajantes, viajar sozinha para Ouro Preto é tranquilo! Podem vir.

Obs²: quem precisar de guia é só me mandar mensagem =)

# Onde ficar em Ouro Preto

A cidade tem várias pousadas, hotéis e hostels, são opções para todos os gostos e bolsos. Para fazer uma pesquisa e reservar sua hospedagem basta clicar aqui para entrar no site do Booking. Reservando através do nosso link nós ganhamos uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso. Se preferir, utilize o mapa abaixo com os preços atualizados para ver as opções disponíveis.

Checklist: O que levar na bagagem de viagem

Para não esquecer de levar os itens essenciais em sua viagem, baixe gratuitamente o Checklist: O que levar na bagagem de viagem

Booking.com

Ah, antes de começar a falar sobre o que fazer em Ouro Preto preciso dizer que a cidade tem MUITAS igrejas, pra todo lado que você olhar vai ver uma. Então, abaixo eu vou falar das principais, das que eu mais gosto =)

# O que fazer em Ouro Preto – Dia 1

Agora vamos à lista de coisas para fazer na cidade!

Museu da Inconfidência

É o Museu mais importante da cidade, sendo um dos cartões postais. Se você vier a Ouro Preto e não ver pelo menos a fachada dele, você não veio a Ouro Preto rs. Ele fica situado no coração do centro histórico, na Praça Tiradentes.

Na minha opinião, é o melhor museu da cidade, ideal para quem gosta da parte da história do Brasil que diz respeito à Inconfidência Mineira. Escrevi o artigo “Visita ao Museu da Inconfidência em Ouro Preto”, dá uma conferida nele antes de vir. Lá tem todas as informações que você precisa para planejar sua visita.

Museu da Inconfidência | O que fazer em Ouro Preto
Museu da Inconfidência | O que fazer em Ouro Preto

Igreja Nossa Senhora do Carmo

É uma das minhas favoritas! Ela fica ao lado do Museu da Inconfidência. Foi projetada por Manuel Francisco Lisboa e modificada por seu filho, o famoso Aleijadinho. Foi construída entre os anos de 1766 a 1776 e possui estilo Rococó. É possível notar na parte da frente da sua fachada o escudo da Ordem Carmelita, ladeado por anjos e outros ornamentos atribuídos a Aleijadinho.

Para entrar é preciso pagar R$3,00. Na visita temos acesso à parte principal da igreja, a sacristia e ao segundo andar.

Igreja Nossa Senhora do Carmo.
Igreja Nossa Senhora do Carmo.

Praça Tiradentes

É a principal praça da cidade. Os festivais, shows, manifestações e eventos da cidade geralmente ocorrem lá. Ali na Praça tem um Centro de Informações Turísticas e, também, um ponto de retirada/carimbo do passaporte da Estrada Real (se você não sabe do que eu estou falando confere o post “Como conseguir e onde carimbar o passaporte da Estrada Real + dicas“).

Dica para as mulheres: as ruas do Centro Histórico são todas de pedra. Assim, o ideal é vir com calçado confortável. Deixem o sapato de salto para outra oportunidade. Turismo em Ouro Preto combina com tênis ou sandália rasteirinha 😉

Praça Tiradentes
Praça Tiradentes

Igreja do Pilar

Está entre as minhas preferidas! Ela fica localizada no bairro do Pilar, a poucos minutos da Praça Tiradentes, sendo possível chegar até ela caminhando. Seu interior é todo cheio de detalhes trabalhados em ouro, seus retábulos são exemplos perfeitos do que é o barroco mineiro. Ela é uma das igrejas brasileiras que mais tem ouro em seu interior, estima-se mais de 400 kg!

A entrada é paga, exceto nos horários em que há missa.

Museu de Mineralogia (Museu de Ciência e Técnica da Escola de Minas da UFOP)

O museu fica localizado na Praça Tiradentes e possui um acervo bastante rico, tem muitas pedras lá! Achei a visita interessante e acho que quem curte geologia e assuntos dessa área vai amar! A visita é dividia em 4 partes: história natural, mineração, mineralogia I e mineralogia II. Pode ser realizada em 60 minutos.

Aberto de terça a domingo, das 12h às 17h. O ingresso custa R$10 a inteira e R$5 a meia entrada.

Mirante do Morro São Sebastião

A cidade tem vários mirantes, mas a vista desse é maravilhosa! Você vai ver a Praça Tiradentes, o Museu da Inconfidência, a Igreja São Francisco de Assis, o Pico do Itacolomi, dentre outras coisas!

O único porém é que para chegar lá você vai ter que subir um morro muito íngreme, mas na minha opinião vale a pena!

Parque Natural Municipal das Andorinhas

Se você quiser um tempo das igrejas e coisas históricas, poderá conhecer a Cachoeira das Andorinhas que fica dentro do Parque. É possível chegar de carro até a portaria e logo após uns minutinhos de caminhada você já vai encontrar algumas quedinhas e pocinhos d’água.

O Parque faz parte da Área de Proteção Ambiental (APA) das Andorinhas e lá é possível encontrar paisagens da Mata Atlântica e Cerrado. Ele funciona todos os dias e possui entrada gratuita.

Igreja São Francisco de Assis

Construída em estilo Barroco, porém possuindo elementos do Rococó, é uma igreja bastante popular por ser obra de Aleijadinho e também por se localizar em frente a popular feira de pedra sabão.

Dica: para tirar fotos e apreciar a cidade através de uma outra perspectiva, da varanda de um dos muitos casarões, você pode ir até a Casa de Tomás Antônio Gonzaga (poeta e inconfidente). Ela fica em frente à Igreja São Francisco de Assis, basta andar uns 100 m, sendo a entrada gratuita. Dali você vai avistar a Igreja, o Pico do Itacolomi, dentre outros.

Igreja de São Francisco de Assis em Ouro Preto.
Igreja de São Francisco de Assis em Ouro Preto.

Mina do Chico Rei

É a maior e mais antiga mina da cidade. Foi fundada em 1702 e apenas em 1985 foi aberta à visitação. A Mina fica perto da Igreja Nossa Senhora da Conceição, na região de Antônio Dias. Eles oferecem 2 tipos de tour, o normal (custa R$25 e dura cerca de 40 minutos) e o radical (custa R$50 e dura cerca de 3 horas). O meu guia foi o Humberto, super simpático, contou várias histórias pra gente. Adorei!

Observação: em alguns pontos da mina temos que andar agachado. Se você tiver alguma dificuldade de locomoção não é aconselhável. Nesse caso você pode escolher uma outra, aqui na cidade tem mais de 12 minas!

Mina do Chico Rei
Mina do Chico Rei

Mina do Jeje

A cidade tem várias minas de ouro, umas 12 no total. Até hoje eu consegui ir na do Chico Rei (que falei logo acima) e na do Jeje.

A Mina do Jeje foi aberta à visitação em 2007 e fica situada no Bairro Alto da Cruz, um pouco mais longe do burburinho do Centro histórico. Para chegar até ela você pode ir caminhando, são apenas 1,3 km sem muito morro. Ela funciona de segunda a segunda, das 09h às 17h. A entrada é R$30, sendo que estudantes, idosos e professores pagam metade.

A parte aberta à visitação é pequena, a visita dura cerca de 20 minutos. Os corredores são mais amplos, não tem necessidade de andar abaixado como na do Chico Rei. Porém, minha opinião é: se você for escolher apenas uma mina para visitar a do Chico Rei é mais interessante que a do Jeje.

Escrevi o post “Minas de ouro em Ouro Preto: quais valem a pena visitar? ” no qual falo mais detalhes sobre a Mina do Chico Rei, Mina do Palácio Velho, Mina da Passagem e Mina do Jeje. Dá uma conferida nele antes de escolher qual mina visitar!

Igreja de Nossa Senhora do Rosário

Fica situada no Largo do Rosário, são apenas 15 minutos de caminhada da Praça Tiradentes e 10 minutos até Igreja do Pilar. Não é cobrada taxa de visitação.

Parque do Itacolomi

O Parque é uma unidade de conservação, possui uma reserva de Mata Atlântica e pertence ao municípios de Mariana e Ouro Preto. Para quem quer curtir ecoturismo é uma ótima opção. Dentro dele você vai encontrar várias trilhas para caminhada ou mountain bike.

Atualmente é necessário fazer um cadastro e pagar uma taxa na entrada do Parque. Para mais informações ligue no (31) 3551-6193.

Frequentemente eu vou lá fazer trilhas de bike, tem uma que eu gosto bastante que vai até o distrito de Lavras Novas. Uma trilha bem bacana, mas que tem que ser feita caminhando, é a trilha até o Pico. São mais ou menos 9 km, que eu percorri em 5 horas, sendo uma caminhada de nível médio.

Obs: se você for fazer a trilha até o Pico e não tiver experiência, talvez seja melhor ir acompanhado de um guia. Se tiver interesse, eu tenho alguns contatos, é só me pedir ali nos comentários ou por email.

Pico do Itacolomi
Pico do Itacolomi

# O que fazer em Ouro Preto – Dia 2

O segundo dia você pode separar para fazer um bate e volta para Mariana.

Bate e volta de Ouro Preto até Mariana

A cidade que foi a primeira capital de Minas Gerais é um dos bate voltas mais tradicionais quando se visita Ouro Preto! Já escrevi o post “Descubra o que fazer em Mariana, uma cidade que incentiva o ciclismo“, dá uma conferida nele para saber o que tem pra fazer lá!

Trem da Vale

Um jeito muito legal de ir para Mariana é fazer o passeio do Trem da Vale. Você pode optar por ir e voltar de trem ou fazer apenas um trecho! Eu fui e voltei e achei muito interessante.

O trem sai da Estação de Ouro Preto e vai até a Estação de Mariana. O percurso é feito em mais ou menos 60 minutos. Chegando na Estação de Mariana você poderá caminhar até o centro histórico e o mesmo vale para Ouro Preto (porém aqui você terá que subir umas ladeiras rs). É um passeio super gostoso com paisagens lindas, vale a pena conferir. Mais informações no site oficial.

DICA: no trem sentido Mariana – Ouro Preto tente sentar do lado esquerdo, a vista é mais interessante. No sentido oposto (Ouro Preto – Mariana) é melhor sentar do lado direito.

# O que fazer em Ouro Preto – Dia 3

Separe o terceiro dia para conhecer Lavras Novas.

Bate e volta de Ouro Preto até Lavras Novas

Lavras Novas é o distrito mais charmoso de Ouro Preto. Sabe aquele lugarzinho pacato que foi feito para relaxar e se desligar?! Pois é, Lavras Novas é ideal pra isso. Lá você vai encontrar várias cachoeiras e trilhas!

É acessível por ônibus, carro ou bike. Se optar por ir de carro, você terá que percorrer cerca de 20 km, sendo a maior parte do trajeto em estrada asfaltada. Se optar por ir de bike, poderá passar por dentro do Parque do Itacolomi (cerca de 16 km de trilha) ou fazer o percurso que os carros fazem.

Aos domingos fica mais cheio. Se quiser mais sossego vá durante a semana.

Dá uma conferida no post “O que fazer em Lavras Novas em um final de semana: Dicas + Roteiro”!

Lavras Novas
Lavras Novas

Para detalhes sobre eventos sazonais, festas e celebrações consulte a página do Facebook da Secretaria de Turismo da cidade.

# Onde comer em Ouro Preto

Na região do centro histórico tem vários restaurantes e bares, sendo fácil caminhar por lá e encontrar uma boa opção para almoçar/jantar. Fora do Centro também existem ótimas opções, como o Bar da Nida e o Galpão 89, que são frequentado por locais. Inclusive, fiz o post “Onde comer em Ouro Preto: Galpão 89 “, no qual conto um pouco mais sobre como é o Galpão 89.

Dica: se você quiser comprar um doce de leite para levar de lembrança, na Rua Direita tem lojas que vendem e o preço não é muito diferente do supermercado (coisa de 1 ou 2 reais mais caro). Gosto bastante do Doce de Leite Viçosa e recomendo.

Por hoje é isso! Espero que tenha gostado do meu roteiro para curtir uns dias em Ouro Preto e que se surpreenda com a cidade! Quem vem aqui e conhece essas ladeiras cheias de história se apaixona! Isso aconteceu comigo e com várias pessoas que eu conheço rs.

Qualquer dúvida ou dica sobre o que fazer em Ouro Preto,  é só deixar aqui embaixo nos comentários. No Instagram do Blog tem fotos bacanas de Ouro Preto e região toda semana, segue a gente lá pra acompanhar as dicas: @partiuviajarblog.

Também estamos no Facebook. Clique aqui para curtir nossa página.

Um beijo e até mais!